2.28.2005

OSCAR 2005

Biografias estão em moda.
Banderas e Santana foi tudo.
A tradução da TNT foi um lixo.
O Billy Cristal não é o cara mais engraçado do mundo, mas o Cris Rock também não é.
Scorsese não é Peter Jackson. Try again.
O Vestido da Giseli B. era horrivel.
O que foi aquele cacho de marimbondos que a Pelénope Cruz usava na cabeça.
Beyoncé cantando em francês???
Onde estavam os homens bonitos??
Galadriel. Ops! Elisabeth. Ops! Enfim...mereceu. Hepburn.Ops! Blanchett.


Eu tô velha...peguei no sono no meio da transmissão.

2.27.2005

Comin' Home

Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia

2.25.2005

E o dia virou noite...

Uma profecia que virou rotina para quem vive em São Paulo.

Haja água.

2.21.2005

Domingo eu quero ver o domingo passar...

Nas últimas horas:

- Quase que eu comprei um Invisible Bra
- Pensei em chamar o FAB5 (Queer Eye for the straight Guy) para reformar o meu pai (ou meu namorado)
- Quase quis uma Extreme Makeover

Todas essas idéias fabulosas duraram exatamente 30 segundos cada.

Desliguei a Tv e fui ler um livro.

2.20.2005

Segunda meia-noite

Quem me conhece melhor sabe que eu tenho problemas sérios com números, tipo uma dislexia, eu troco os números de ordem. 245 eu vou ler 254 ou 524, se não prestar atenção.

(Sim, eu sou uma pessoa, digamos, "descompensada")

Por isso tenho alguns problemas com relógios digitais. Nem me atrevi ainda a mudar todos os relógio aqui de casa. Provavelmente perderia pelo menos uma meia-hora do meu dia isso. (Preciso de supervisão de um aldulto responsável)

Não sei se gosto ou desgosto do horário de verão, mas é interessante ver como as pessoas se confundem no dia da mudança. Hoje fui acordada uma hora mais cedo, já que se confundiram.

Passei duas vezes pela meia-noite ontem. Não queria aquela uma hora a mais.

2.19.2005

ONCE MORE WITH FEELING

I hold an image of the ashtray girl
As the cigarette burns on my chest
I wrote a poem that described her world
That put my friendship to the test

Eles virão!

And late at night
Whilst on all fours
She used to watch me kiss the floor
What's wrong with this picture?


Eu sobrevivi

Farewell the ashtray girl
Forbidden snowflake
Beware this troubled world
Watch out for earthquakes
Goodbye to open sores
To broken centre floor
We know we miss her
We miss her picture

Vodka dá amnésia...

2.16.2005

2.15.2005

Obs

Às vezes eu acho que fila de banco é um espécie de universo paralelo.

Limbo.

Paciente terminal

O HD de casa vai morrer.

2.14.2005

Carnavália

Vem pra minha ála que hoje a nossa escola vai desfilar

Intervalo: Murphy tentou matar meu pobre HD. Sim, Murphy e eu estamos em guerra essa semana, afinal, se ele não paracer na organização de um evento, para onde ele vai?

Vem me namorar também

Reflexão: Qualquer hora ela ainda vai tomar um tapão na orelha.

Sinto a batucada se aproximar

Lembrete: Ficar esperta quando chegar em casa a noite, já que hoje em dia as pessoas te esperam na porta de casa para te assaltar/sequestrar/matar/etc. Violência delivery.

Cuíca gemeu, será que era eu quando ela passou por mim?

Dica: “Hit the road, Jack. ‘Cause I don’t want see you no more, no more, no more, no more!” – Ray, nos cinemas.

La la la, la la la, la la la la. A onde?

2.04.2005

Achados e Perdidos

Estava eu dentro de um supermercado aqui perto de casa. Entrei, logo achei o que procurava e fui para a tal da fila do "caixa rápido".
Minha cabeça estava ocupada com coisas do tipo "amanhã tenho q confirmar os dois últimos palestrantes, minha diretora tem q liberar a verba para a compra dos materiais do eventos, às 10h tenho reunião com parceiro de negócios...etc etc."; quando alguma coisa puxou a barra do meu blazer.
Olhei para baixo e vi dois olhinhos vermelhos e assustados soluçando para mim: "Moça, eu perdi a minha mãe."
Falei para ele se acalmar e, como toda pessoa de bom senso, peguei o menino pela mão para levar até o balão do informações e pedir para anunciar o menino, ai eu laragva ele no "achados e perdidos" e volta para a tal da fila do caixa rápido q eu apostaria que nem tinha andado.
Não precisei chegar até o balcão, encontramos a mãe, que também estava indo para lá. Na hora eu vi os dois se encontranto lembrei de um sonho que eu tinha com minha frequência quando era criança.
O sonho era o seguinte, eu estava com minha mãe no supermercado e durante as compras, eu me separava dela para ir ver a prateleira de danoninhos (não me pergunte o pq). Passava-se um tempo, eu percebia que havia me perdeido da minha mãe e fica muito assustada, sempre nessa parte eu acordada na minha cama em pânico, chorando e suada.
No fim acho q nunca me perdi da minha mãe em nenhum supermercado, shopping ou praia, mas talvez eu ainda tenha um pouco de medo de me distrair com um danoninho e me separar de alguém que vai as compras comigo.

2.02.2005

Shit!

Já é quarta!