12.25.2005

Apelando para o Papai Noel

Querido Papai Noel,
Por favor traga-me esta noite um lugar bem legal para passar o ano novo. Pode ser um lugar pertinho, onde não chova, que tenha as pessoas da ECA perto, musiquinhas boas tipo FCLG e Ben Jor, e que seja baratinho. Ok?
Fico no aguardo. Valeu.

PS: Aqui em casa não tem chaminé, e temos um cachorro no quintal. Aconselho você deixar tudo na caixa do correio, pode ser?

Feliz Natal!

12.23.2005

Apelo 2

Casal de Relações Públicas Uspianos-ecanos procuram lugar para passar o ano novo desesperadamente.

12.19.2005

Apelo

Eu e o Felix não temos onde passar o ano novo!!!

Pls, deixe sua sugestão ou convite. Somos simpáticos e inteligentes, eu canto e o Felix cozinha.
Amigos!! Help!!!

Suicídio??

Anuncio que farei minhas compras de natal nos dias 20 e 21 de dezembro!
Pro favor evitem ir aos shoppings nestes dias, pois eu estarei lá comprando presentes, assim evitaremos estacionamento lotado, lojas cheias, filas no caixa, etc etc...

12.04.2005

Ode ao Grunge

Adooooooooooro show de bandas míticas. Por que?
Porque você começa a ver aqueles tipos que você achava que estavam instintos forever desde quando a era rock acabou. Coturnos, brincos do argola grandes em meninos, luvas de couro..cabelo comprido extremanebte rebelde, correntes no pescoço, jeans rasgado, camisa xadrez de lenhador. Tudo tão mais sincero, real. Mostrando de EMO e Hard core sux. Definitivamente.
Foi o caso de ontem lá no Pacaembú. Pearl Jam no palco às 19h30, como dizia no ingresso.
E a multidão no estádio às 15h00.
Quando o movimento grunge surgiu lá em Seattle, ele foi definido como uma mistura de toidos os tipos de rock que existiam até o momento. Difícil enteder isso, mas aí um dos primeiros grunges subiu ao palco, o Mudhoney, e explicou para todos o resultado essa mistura.
19h30, conforme o prometido, Pearl Jam no palco. Eddie Vader até veio com o cabelo comprido, camisa xadrez e bermuda! Aposto que se tivesse frio, seu figurino seria aquela jaqueta de couro marrom que deve até andar sozinha já.
Imagine que você esperou 16 anos para vê-los ao vivo, desde o momento que você ouviu pela primeira vez Even Flow, Alive, e Jeremy na MTV ou no seu microsystem ou no seu walkman. E eles vem, e até falam português!! Bom, pelo menos tentam.
Imagine que ele tocam aquela música que você ouviu pelo menos uma 1000 vezes quando você levou aquele fora daquela sua primeira grande paixão adolescente. Black. "I know someday you'll have a beautifull life/ Iknow that you'll be a star in somebody's else sky/ But why? But why you can't be mine!". E você chora.
Imagine que ele estava no meio da pista e todo o estádio cantava junto com ele "And I, oh oh, I'm still Alive!!"

É querido, se você não foi, eu lamento.
Acho que essa frase eu já escrevi aqui umas três vezes.
E ruma a 2006 com mais shows.
Uno, dos, tres, catorce!
E que venham as estrelas...

11.30.2005

A coisa MAIS legal do mundo!


Tomara que desta vez a foto publique.

Recebi por email:

A figura anexada é uma campanha publicitária da Brainstorm e da Virgin. Na foto tem 60 bandas ocultas....tente achá-las....Funciona assim:
Exemplo 1 - no carrinho do lado esquerdo tem uma monte de rosas e uns trabuco..intaum a banda eh GUNS AND ROSES
Exemplo 2 - a veia rainha...fácil QUEEN
Exemplo 3 - 2 letras u na parede...U2

Quer ver melhor? Deixa seu email aqui que eu te mando.
Divirta-se!

11.28.2005

Voitilla

Bom saber que certas coisas não mudaram e não vão mudar. Você é o que melhor sabe.

11.24.2005

Dispersa | Desfocada

Eu juro que to tentando escrever essa resenha, mas minha cabeça insiste em ir para longe.

OLHA O FOCO, SYLVIA!

11.23.2005

Bitch!

Foi assim, em algum desses sábados passados que me deram a notícia:

- Você viu na veja que a Anne Rice vai parar de escrever sobre vampiros?
- Como!? - Choque. Não sosseguei enquanto não visse a tal da nota.

Peguei a revista, fui até a coluna de notas e lá estava, ela sentada sob uma Cruz e as cruéis letras dizendo que a partir de agora ela dedicará seus livros à Deus.

Mas como assim matar Lestat & Cia????
Será que ela não tem uma noção que o meu relacionamento com ele dura mais de 8 anos!

Muito muito triste, arrancaram-me meu personagem predileto.

Demorei para compartilhar minha tristesa porque foi uma notícia difícil de assimilar.

Caso você queria me ajudar a superar essa perda irreparável, você pode me dar um livro de suas crônicas:
A História do Ladrão de Corpos
Mennoch
O violino
Merrick
A Sangue e Ouro
O Servo dos Ossos
A fazenda de Blackwood

Todos de autoria da cruel autora Anne Rice, que conseguiu martar o maior número dos mais belos imortais que existiram na literatura. Bitch!

Com licença, vou chorar.

11.08.2005

Puta merda!

Querido Papai do Céu, eu sei que eu passei os últimos anos pedindo para você trazer minhas bandas preferidas para o Brasil para fazer shows, mas não precisa mandar todas para cá de uma vez só!! $$$$$$$$$$ não ta sobrando...A não ser que vc mande para mim....

U2 vem ao Brasil para 2 shows em 2006

Folha Online

A banda irlandesa U2 fechou contrato para fazer dois shows no Brasil em 2006. As datas estão marcadas: dias 21 e 22 de fevereiro do próximo ano.Quem vai trazer a banda ao país é o empresário Luiz Oscar Niemeyer, do Rio de Janeiro --o mesmo que trará Rolling Stones para terras nacionais, também em fevereiro.

Por enquanto, sabe-se que um dos shows será em São Paulo. Embora o local ainda vá ser definido, o mais provável é que seja no estádio do Morumbi. A outra apresentação está em aberto, mas deve ser reservada para o Rio.Liderado por Bono Vox, o U2 esteve no Brasil duas vezes. A primeira passagem, em 1998, teve três shows, dois em São Paulo e um no Rio de Janeiro. A segunda viagem, em novembro de 2000, não teve apresentações --o grupo participou de programas de TV para divulgação de "All That You Can't Leave Behind" e gravou um clipe nas ruas do Rio.As próximas apresentações no Brasil fazem parte da turnê "Vertigo", lançada no final de março passado, nos Estados Unidos, e idealizada para promover o CD "How To Dismantle An Atomic Bomb", lançado em novembro de 2004.A América Latina aparece no mapa da turnê depois de quase 30 shows na América do Norte e mais algumas dezenas na Europa. Com 11 discos e 25 anos de carreira, o grupo vendeu mais de 120 milhões de cópias.

e ainda tem mais:

Rolling Stones (fevereiro)
U2 (fevereiro)
Jamiroquai (março)
Oasis (em negociação)
Coldplay (em negociação)
Lauryn Hill (em negociação)

11.06.2005

let's play!

Era uma vez um gato...

Você continua agora no comments

11.04.2005

Curtas

Meu filho: www.mapfre.com.br/50anos
----------------------------------------------------
Alguém gosta da Regina Guerreiro???
---------------------------------------------------
Meu sábado precisa ter um a dia mais.
---------------------------------------------------
Thought times is coming...mierda...tudo de novo....

10.24.2005


Preciso passar uma semana assim.

10.23.2005

ene ah oh tio

Mas não vou ficar falando o porquê e nem tentar de convencer.

10.14.2005

foi em casa...

Aconteceu em casa.
Sim, ali onde vc vai todo dia, com gente que vc cumprimenta e conversa todo dia.
Em casa.
Não é a mina estranha da sua classe que matou os pais que você nunca conheceu.
Não é o bixo que caiu na piscina e os culpados foram os representantes das entidades de alunos que também você não falava muito.
Foram dois cara que numa manhã ensoorada de fevereiro você os pintou de guache e falou "Bem-vindo à família ECA.".
Foram dois cara que você trocou ideia pelo menos uma vez ali numa cervejada, numa festa, num intervalo de aula.
Foram eles. Eles que estavam ali e agora não vão mais passar por lá.
Não vão mais te trombrar no balcão da lanchonete.
Eles não estarão mais em casa.
Nenhum dos dois.
Não importa o motivo, a tragédia aconteceu e a famíla ecana carregará para sempre esse fardo que achou que nunca teria, alguém morreu na faculdade por causa de um outro alguém que o matou na faculdade.

10.13.2005

Discovery Channel

Descobri ontem a noite que todos os animais com hábitos noturnos frequentam as baladas da Vila Olímpia.
Tá isso não é novidade.
Não, não sou preconceituosa. Só sou civilizada.
É para para lá que os animais vão para tentar uma cópula, mas a maioria das vezes não há tantas fêmeas disponíveis o que levar os macho a brigarem por sua diversão da madrugada.

Assim como shopping de domingo nunca mais, me lembram que estender este juramento para aquela bairro que fica entre a Av. Jucelino Kubistchek, a Av. dos Bandeirante, Av, Santo Amaro e Marginal Pinheiros.

10.08.2005

quando os raios de sol tocarem a sua pele...

Daqui a pouco irei para o clube tomar sol depois de 10 meses sem exercer tal atividade.
Sim, já peguei um protetor solar bem forte.
Mesmo assim ainda estou cismada, faz tanto tempo que eu exponho ao astro rei que estou com medo de virar cinzas como os vampiros!

Se eu não desintegrar amanhã estarei de volta.

10.06.2005

no name

sou um peixe beta vermelho com alguns reflexo azuis.
estou dentro de um aquario quadrado que esta dentro de uma escrivaninha.
ao redor do meu aquário tem fotos, nestas há várias pessoas reunídas em festas, churrascos. Há tambpemtodos de um casal, sorrisos.
consigo ver daqui de dentro o casal da foto sentado na cama que fica em frente à escrinvaninha olhando para mim. Eles parecem estar falando sobre mim, parece decidirem algo.
eu fico aqui nadando, esperando eles deciderem meu nome que eu nunca vou ouvir, pois estou dentro do aquário.
vou dar mais uma volta no quadrado e olha para as mesmas fotos e as vezes para o mesmo cascalho cor de areia que tem no piso do aquário.

10.01.2005

Transferência

A purpurina que estava no potinho saiu voando e foi para no ombro de uma fadinha que a levou para a cama dela, que depois caiu numa roupa que estava no quarto que foi parar no banco do carro e viajou até um sítio, onde resolveu ir no pelo de uma cachorro. E ai bateu um vento que a levou para bem longe, tão longe que grudou no teto do céu.

9.29.2005

2.1

É, é amanhã e chegou bem mais rápido que eu esperava, no meio de muitas tarefas, compromissos e um luta deseperada por mais horas de sono.

Vai chegando e e faz aparecer manchas na pele, responsabilidades, contas, presentes, abraços...

E vai chegando e eu ensino minha mãe em mexer no orkut.

Vai chegando e eu vou preparando minha fantasia de fada para a festa de amanhã.

Vai chegando e...

Já é o dia! O dia que fará 21 anos que um bebe saiu de dentro da barriga de sua mãe chorando para avisar a todos que chegou.

O dia que é meu, e só meu! Mas estou pronta para dividí-lo com todas as pessoas que quiserem um pedacinho dele.

Te contar um segredo: Venha logo, pega minha mão, ele tá chegando! É amanhã.

9.24.2005

Ele tem um freakmóvel.
Freakzóid
Chimpanzé.

9.14.2005

filosofia orkuticiana

"Sorte de hoje:Você tem um novo negócio importante em fase de desenvolvimento"

Nossa, até parece que adivinhou. 50 Anos da empresa vai me envelher uns 10.

solidão

você pode preparar o café da manhã só para você
ou você pode prepará-lo para você, pro cachorro e pro loro

make your choice.

9.11.2005

I promisse

Shopping de domingo nunca mais.
Deveria ter ido ao supermercado do que ter deixado a geladeira vazia.

I'm better than that.

9.07.2005

Um museu do tamanho de São Paulo

Se a chuva me ajudar amanhã será dia de correr atrás das vaquinha da Cowparade. Tenho o endereço de 29 delas. alguém ai tem a lista completa?

Alguém ai quer ir nesta aventura comigo? Começaremos por volta do meio dia visitando as Vaquinha do circuito Av. Paulista.

9.03.2005

Repeat Track

Were you born to resist or be abused?
Is someone getting the best, the best, the best, the best of you?
Has someone taken your faith?
Its real, the pain you feel
You trust, you must
Confess
Is someone getting the best, the best, the best, the best of you?

9.02.2005

Guibei.
Bãnhê, acho que eu tô com febre!
Atchin! Ai...

8.31.2005

8.27.2005

Me conta como foi a vez que você saiu fora si de tanta raiva. O que você gritou? O que você quebrou? Quem você falou que ia matar? Quem você mandou para o inferno?

8.22.2005

nota mental

Ser RP não tem nada a ver com ser o Capitão Planeta.

8.20.2005

Music, make the people come together, yeah..

nada como uma tarde tirando musicas...para cantar na próxima cervejada da facul.

8.15.2005

notas e comentários legais que eu escutei por ai esses dias

Sobre o ressurgimento do Oswaldo Montenegro:
"Ele é o nosso Bob Geldolf!"
==========================
Se explicar o que é RP em português já em complicado, em espanhol então...piorou.
==========================
Eu cheguei a conclusão que sou compulsiva por livros
==========================
Serviço de utilidade pública:
Precisa-se de um RP, um diagramador e um jornalista na agência em que eu trabalho. Por favor,encaminhei seu CV para sylvia@amanaje.com.br. Obrigada.
==========================
Sobre a desatualização do Blog:
Servidor Blogspot e o MSN foram proíbídos no trampo! Bua!

8.06.2005

Programa de índio

Chá de cozinha aqui em casa (neste exato momento).
Não meu, da minha prima.

Patrocínio Oficial da FUNAI.

8.04.2005

so i'm a perdedor, i'm looser baby, so why don't you kiil me

Só pq o namorado entra no orkut, ocorre uma epidemia de scraps de looser-que-xavecam-via-orkut no meu scrapbook.

Murphy, isso é coisa sua. Sei que é.

8.01.2005

Alguém sabe o que significa os desenhos do relógio lá da USP?

Fiquei lá, olhando, olhando e não entendi nada.

7.30.2005

Ela acabou com a minha sensação de solidão.

7.27.2005

Sy - a que acordou essa semana com espírito revolucionário. quer a média de teoria de op, quer respeito pela profissão de relaçções públicas, quer justiça pelo brasileiro que morreu em londres, quer uma explicação sobre o mensalão que não seja lágrimas, quer sair do cheque especial e quer A PAZ MUNDIAL! - discurso acompanhado com o "tchauzinho de miss"

7.23.2005

Super RP's, ativar!

Clark Kent não pode jantar com Louis Lane por teve que mudar a trajetória um meteoro gigante que iria se chocar com a Terra em menos de 4 horas e acabar com a humanidade a pedido a Sala da Justiça.
=============================

Enquanto isso em São Paulo,



Ele: Mor, não vou poder ir ao almoço de aniversário da sua prima no sábado porque tenho uma coletiva urgente para prepara nesse dia. Estarei na agênica o dia inteiro
Ela: Tudo bem mor, domingo eu também não poderei ao Ballet da Cidade no Municipal do domingo no fim da tarde porque estarei na sala de imprensa de um evento de um cliente da agência também recebendo os jornalistas e acompanhando as entrevistas.

7.20.2005

the greatest thing that you ever learn is to shared your stuffs with him and TRY to teach him to share his stuffs with you in return.

mas ninguém falar tem lições práticas de divisão de travesseiro, coberta, shampoo, camisetas, comida, chuveiro, até gripe! (controle remoto já era, é só dele agora - arrependimento)

Alanis deveria incluir:
"you shared, you learn"

7.19.2005

Quanto de sua liberdade uma pessoa perde ao conceder o seu poder sobre o controle remoto para outro indivíduo?

Começo a preocupar-me...

7.15.2005

Já deu,né?

O jogo já foi, vocês até quebraram o que não deveriam...

Agora, seus animais, chega de falar desse jogo!

7.14.2005

Quem foi o monstro que inventou Balas Garoto sabor Cereja?

Hein, quem foi??

7.13.2005

magic CARpet

Com a mesma protagonista de O Barbudão

Ela entra no escritório com cara de dúvida
- Gente, meu carro tem tapete?
- Não lembro, você não lembra?
- Aiiiiii, não!
- O que aconteceu?
- Eu fui buscar o carro no lava-rápido, entrei no carro e senti falta de alguma coisa, percebi que eram os tapetes. Ai eu briguei com o mocinho falando q faltava os tapetes. Ai ele me perguntou “moça, você tem certeza q seu carro tinha tapete?”; então percebi que não tinha certeza, mas eu to sentindo falta! Vou ligar para meu marido.

Ligou e o celular cai na caixa postal.
- Meu cunhado deve saber!

- Cunhadão!!! Vem cá, você lembra se meu carro tinha tapete?? – repeti toda a história
- Não lembro não, liga na concessionária onde você comprou o carro.

Após rápida busca pelo telefone da concessionária na internet

-
Oi, por favor, o Paulo?
- Só um minuto
- Alô?
- Paulo?
- Sim
- Paulo eu comprei um carro com você em abril, um Fox preto básico; eu preciso muito saber se eu comprei com tapete ou sem. – e contou toda a historia
- Olha moça, sinceramente eu lembro de você, mas não lembro do seu tapete.
- Ah ta – desanimada – obrigada.

Desligou. E ficou em silencio olhando para o telefone.

- Gente, lembrei! Eu senti falta daquele tapete de papel que o outro lava-rápido colocou da última vez que eu mandei lavar o carro! Ai que droga, agora que eu briguei com o mocinho.


7.11.2005

On the dance floor

As pessoas não se cansam de dançar o mesmo remix de It's not right, but it's ok de 6 anos atrás!!
Eu cansei.

Após um mojito...

Eu e Paula descobrimos que temos sonhos eróticos com o Jim Morrison e o Chris Cornell.

A terra de Gigantes

Impressionante como no Coppola Music Bar só tem gente muito alta.
Não é questão de referencial não, é excesso de hormônio de crescimento mesmo.

7.03.2005

O que você estava fazendo das 19h15 às 19h45 eu não sei, mas acho q você deveria estar na frente da sua TV vendo o show do Pink Floyd transmitido ao vivo, lá na sua velha companheira de adolescência, a MTV.

Na era em que todos os grandes shows em porl de alguma causa social são sempre encerrados pelo Sir.ex-Beatle, lamento mesmo que você não não tenha visto o Pink Floyd ali, na sua TV, ao vivo.

Lamento mesmo.

E pra variar, vamos ver Hey jude com o Sir ex- Beatle e todos os outros artistas do show no mesmo palco.

Acho que todos deveriam cantar em uma só voz:

"we don't need education
we don't need thought control..."

Mas, vamos ser socialmente responsáveis até no set list.

6.30.2005

Ressuscitem as Fitas K7's!!!

Sabe aquele dia sem grandes emoções no trabalho?
ontem estava assim quando recebi o seguinte release:

MEGASHOW “LIVE 8” SERÁ TRASMITIDO PELA ELDORADO FM E PRETENDE CONTRIBUIR PARA O FIM DA POBREZA NA ÁFRICA

Festival é marcado no dia 2 julho para coincidir com o encontro de cúpula do G8, que reúne os países mais ricos do mundo e acontece na Escócia

No próximo sábado, dia 2, das 10 às 16 horas, a Rádio Eldorado FM 92,9 transmite ao vivo e com exclusividade para São Paulo o festival mundial de música “Live 8”, em parceria com a BBC Brasil, direto do Hyde Park, em Londres, na Inglaterra, com a presença de reconhecidos talentos da música pop internacional. Além de Londres, o evento acontece simultaneamente em mais três capitais da Europa: Paris (França), Berlim (Alemanha) e Roma (Itália). O festival é organizado pelo músico Bob Geldof e tem o intuito de pressionar os líderes mundiais a diminuir radicalmente o nível de pobreza da população da África.
Entre as atrações já confirmadas para o “Live 8” estão U2, Paul McCartney, Madonna, Robbie Williams, Elton John, Sting, REM, Coldplay, Mariah Carey, Elton John, Lauryn Hill, Laura Pausini e Andrea Bocelli (ver abaixo lista completa por país). Durante a transmissão pela Eldorado FM, o público contará com comentários do jornalista da BBC Thomas Pappon, que estará em Londres, e de repórteres presentes em Paris, Berlim e Roma.

Artistas que se apresentarão no Live 8:
LondresMariah Carey, Coldplay, Dido, Keane, Elton John, Annie Lennox, Paul McCartney, Muse, Razorlight, REM, Scissor Sisters, Snow Patrol, Stereophonics, Sting, Joss Stone, Robbie Williams, U2, Velvet Revolver, Bob Geldof, Killers, Madonna, The Cure, Pink Floyd (pela primeira vez desde 1981, reunidos na formação original).

Berlim
A-Ha, Bap, Crosby Stills & Nash, Lauryn Hill, Die Toten Hosen, Peter Maffay, Brian Wilson.

Roma
Irene Grandi, Faith Hill, Jovanotti, Tim McGraw, Nek, Laura Pausini, Duran Duran. Vasco Rossi, Zucchero.

Paris
Andrea Bocelli, Craig David, Calo Gero, Jamiroquai, Kyo, Yannick Noah, Youssou N´Dour, Placebo, Axelle Red, Johnny Halliday, Manu Chao, Renaud. Sobre o Live

Em 1985, o Live Aid foi o primeiro evento de música pop a ser transmitido e assistido em diversos países do mundo ao vivo, realizado simultaneamente em Londres e Filadélfia. O evento foi visto por um público de 1,5 bilhão de pessoas.

Neste ano, o músico irlandês Bob Geldof, idealizador da campanha “Band Aid”, que visa a contribuir com as vítimas da fome na África, anuncia o Live 8, batizado com esse nome por causa do encontro de representantes dos países do G-8 na Escócia, entre os dias 6 e 8 de julho. O megashow faz parte da campanha Make Poverty History ("Faça da pobreza algo do passado"), o intuito é fazer com que os países ricos cancelem as dívidas e aumente a contribuição às nações mais pobres, principalmente as do continente africano.


Ai eu descobri que tenho um programa importantíssimo para sábado.

Alguém sabe aonde vendem fitas K7's ainda?

6.28.2005

Odisséia

Sexta, 11 da noite e la estava eu e mais um bando de gente cult no Espaço Unibanco na estréia da "odisséia".

Odisséia é uma balada cinéfica. Um filme exclusivo + um filme surpresa + filme.
Começa às 23h, termina prox. das 6h da matina.
nos intervalos entre filmes > baladinha com orloff e suquinho dos patrocinadores da farra.

o filme exclusivo foi o Sin City, adaptaçao genial dos quadrinhos, dirigira, entre outros, pelo Tarantino (que por sinal desfruta de sua fase mais pop, até episódio de CSI ele faz agora).
Uma pitada de mulher gostosonas, homens armados com muuuita testosterona no sangue, um pouco de canibalismo (essa parte da medo), uma Gilmor Girl se prostituindo, uma japonesa-facas-ginzu-do-tipo-da-do-kill-bill, um vilão-mutante acordado do coma e muitas atuações suprendentes (muito sangue tbm).



apesar que nada, nada supera a pós-produção.

Fez a minha noite.

Fica a dica do filme para quem não aguenta passar a madrugada no cinema (tipo eu)
Fica a dica da balada para quem não se contanta com um filme só.

6.23.2005

Clooney no E.R do novo

Como assim??

Próxima temporada não tem mais Doctor Carter??? Tipo, o E.R. começou porque ele chegou ao County Hospital! Ahh! Perdi meu chão!

Para quem me conhece sabe que eu não vou para a cama se antes passar neste hospital.

Trazer o Dr. Doug novamente é até interessante, mas foi uma mega falha ele não ter aparecido no episódio do enterro do Dr. Mark Greene, já que eles eram melhores amigos.

Sei lá, to viajando aqui, e sei que você não esta entedendo nada porque não acompanha a séria desde de o começo.

6.21.2005

Quanto você cria?

6.19.2005

Saudades de um palco violão, gente cantando, gente dançando...

Sentindo falta de tudo isso mesmo.

Outro lugar
Milton Nascimento

Cê sabe que as canções são todas feitas pra você
E vivo porque acredito nesse nosso doido amor
Não vê que ta errado, tá errado me querer quando convém
E se eu não estou enganado acho que você me ama também

O dia amanheceu chovendo e a saudade me contem
O céu já tá estrelado e tá cansado de zelar pelo meu bem
Vem logo que esse trem já tá na hora, tá na hora de partir
E eu já to molhado, to molhado de esperar você aqui

Amor eu gosto tanto, eu amo, amo tanto o seu olhar
Andei por esse mundo louco, doido, solto com sede de amar
Igual a um beija-flor, que beija-flor,De flor em flor eu quis beijar
Por isso não demora que a historia passa e pode me levar

E eu não quero ir, não posso ir pra lado algum
Enquanto não voltar
Não quero que isso aqui dentro de mim
Vá embora e tome outro lugar
Talvez a vida mude e nossa estrada pode se cruzar
Amor, meu grande amor, estou sentindo
Que esta chegando a hora de dormir

6.17.2005

ainda sobre hippies

Mesmo após o episódio do trem, eu ainda cismo em parar para ver o que os hippies tem para vender na rua.

Voltando do almoço, parei do hippie que fica no ponto de onibus da berrini quase esquina com a Padre Antônio, quando eu menos espero:

Hippie: você mora por aqui, né?
Eu: Não, trabalho.
Hippie: Você se parace com uma menina que eu conheço.
Eu: ah...
Hippie: Por na verdade somos todos parente!
Eu pensei: Lá vem.
Hippie: Mas não é a historia de Adão e Eva, é a historia do Darwin.

Achei melhor ir embora.

Lembre-me de nunca mais cismar de parar nesses carinhas.

6.12.2005

Lambrusco Bianco

Não preciso falar mais nada...

6.08.2005

Feira "hippie"

Agora na hora do almoço saí do trabalho para assistir uma palestra na USP.
peguei o trem na estação Berrini, linha C Osasco-Jurubatuba.

Ao entrar dou de cara com 3 hippie e as suas telas de tecidos com brincos, pulseiras, colares feitos dos mais diversos materiais (couro, semente, casca de árvore). Como toda menina, comecei a olhar descomprissadamente quando escuto:

Hippie: "Moça, você é jornalista?"

Interlúdio: carregava na mão o livro do Ricardo Noblaut "A Arte de fazer um jornal diário"

Para não confundir o rapaz tentando explicar que eu sou relações públicas e ele não entender nada, respondi : Sim (por favor não me prendam!)

Hippie: Então moça eu vou pedir para você escrever sobre a menteira da feiras hippies. É que nós, os hippies, somos proibídos de trabalhar nelas!

Continuei escutando.

Hippie: E você sabe o que eles vendem nessas feiras? Tudo coisa da 25 março! Outro dia la em Campinas a polícia veio tirar a gente de uma feira dessas. Isso porque é lei federal que o artesão tem direito de expor em qualquer lugar! Escreve sobre isso, moça.

Eu: Escrevo, lógico. (cá estou eu inclusive)

Hippie: Então moça, escolha qualquer pulseira dessas de couro que eu te faço por r$2 só pq você vai escrever sobre a gente.

Olhei, olhei. O menino não era dos mais talentosos, mas escolhi uma pulseira e paguei. esguei na minha estação, me despedi.

O couro da pulseira deve ser de algum cachorro, mas pela cor e pelos fios irregulares, aquela coisinha feia que no fim fica legal.

De qualquer maneira, eu, "jornalista", escrevo neste blog sobre a farsa das feirinhas hippies que na verdade são um cartel de comerciante sacoleiros da 25 de março que impossibilitam que singelos artesãos exponham seu humilde trabalho.

Recado dado.

6.07.2005

Sabonete não é uma coisa que te deixa feliz?

6.03.2005

O amor é cego, surdo, mudo, paralégico, compreesivo, quase um amor-de-mãe...

Imagem: Sylvia na sexta passada comemorando o único gol do time de futsal masculino de sua faculdade durante os Jogos Universitários de Comunicação e Artes, o JUCA.


Foto: Publicada no site
Jucaonline

*Sim, esse ser branco, desfigurado, gritando gol e vestindo a camiseta e jaqueta da ECA sou eu.

É lógico que estou inconformada com essa foto e quero matar o fotográfo que a bateu.
Não faz muito tempo estava reclamando com o meu namorado no MSN, sobre a foto.

Estava quase conformada que, por estar tão desfigurada na foto, ninguém em reconheceria quando:

Namorado: "a paula do dionizio não te reconheceu na foto."
Eu: vou chorar!!!
Namorado: (percebendo que acabou de destruir com a minha auto-confiança) "mas vc num tah feia na foto"
Eu: "ai...naum força..."
Namorado: "é serio morr. sem puchação.."

Nem a minha mãe concordaria com ele.

6.01.2005

Finanças

Ah!

Amanhã eu simplesmente paro de parcipar do mundo capital! Sem dinheiro na conta, cartão de crédito estourado e uma conta de celular para vencer!

Será que eu acordo amanhã?

Há cinco minutos atrás quase cometi a loucura de contratar o crediário automático ITaú, mas meu anjo da guarda não deixou. Sexta-feira eu volto a ter poder de consumo.

5.23.2005

Celebridade

Acabei de encontrar o Carlos Mestieri aqui no café da empresa, não saquei que era ele.

Falei oi, conversamos sobre o tempo, transito, do café sem açucar....

RP famoso tbm é gente...

5.22.2005

Durkheim, Levy e tatuagens

Pensadores disseram que ao vivermos em sociedade desempenhamos determinadas funções as quais ela mesma nos diz qual e nos fiscaliza para certificar que você a está exercendo dentro de suas regras.

Esse dias estava eu desempenhando minha função de funcionária (com todo cuidado, afinal é emprego novo, você quer mostrar que foi uma boa contratação etc, etc..) quando o meu chefe comenta que sabe que eu tenho 2 tatuagens!



Interlúdio: apesar de todo o movimento que faz com que as tatuagens sejam aceitas pela sociedade, ainda sim não é tão legal exibi-las no ambiente de trabalho, elas ainda remetem à rebeldia, boêmia, crimes, drogas, bebida...etc. Creio que irá demorar algumas gerações ainda para que tatuagem mude de campo semântico.



Conservando com meu chefe (que já esta com cabelos grisalhos, mas nem é tão velho assim), descubro que ele ficou sabendo das minha tatuagem através do Orkut. (tem as fotos delas lá e link para este blog e para o meu fotolog)

Veja só, você expõe parte de sua vida real em um espaço virtual aberto, nos blogs, flog, orkuts, etc. Na sua vida real você desempenha seus papéis e acha que seu chefe não sabe que você tem tatuagens, que seus amigos não sabem que você tem x responsabilidades no trabalho, que seu namorado não sabe o que você conversar com suas amigas dentro do banheiro feminino. A partir do momento em que você coloca um dialogo, uma imagem, um pedacinho da sua vida real na internet, todos ficarão cientes "daquilo que você faz quando eles não estão te vendo". E caso um conhecido venha comentar ao vivo o que ele leu no seu blog ou viu no seu fotolog, você sente exatamente aquele gelado no estômago de quando você era pré-adolescente e sua mãe ou amiga descobria que você era afim do fulano-de-tal-da-série-tal-do-seu-colégio (segredo mortal que só você e seu diário sabia).

Food for thought: Sociedade vs. Comunidade: a comunidade virtual é capaz de nos despir de nossos papéis sociais???

5.19.2005

Post Ctrl+c Ctrl+v

*enquanto meu Outlook destrava.

Acordei gramatical esta semana.

Recebido por email:

¨Era a terceira vez que aquele substantivo e aquele artigo se encontravam no elevador. Um substantivo masculino, com um aspecto plural, com alguns anos bem vividos pelas preposições da vida. E o artigo era bem definido,feminino, singular: era ainda novinha, mas com um maravilhoso predicado nominal. Era ingênua, silábica, um pouco átona, até ao contrário dele: um sujeito oculto, com todos os vícios de linguagem, fanáticos por leituras e filmes ortográficos. O substantivo gostou dessa situação: os dois sozinhos, num lugar sem ninguém ver e ouvir. E sem perder essa oportunidade, começou a se insinuar, a perguntar, a conversar. O artigo feminino deixou as reticências de lado, e permitiu esse pequeno índice. De repente, o elevador pára, só com os dois lá dentro: ótimo, pensou o substantivo, mais um bom motivo para provocar alguns sinônimos. Pouco tempo depois, já estavam bem entre parênteses, quando o elevador recomeça a se movimentar: só que em vez de descer, sobe e pára justamente no andar do substantivo. Ele usou de toda a sua flexão verbal, e entrou com ela em seu aposto. Ligou o fonema, e ficaram alguns instantes em silêncio, ouvindo uma fonética clássica, bem suave e gostosa. Prepararam uma sintaxe dupla para ele e um hiato com gelo para ela. Ficaram conversando, sentados num vocativo, quando ele começou outra vez a se insinuar. Ela foi deixando, ele foi usando seu forte adjunto adverbial, e Zapidamente chegaram a um imperativo, todos os vocábulos diziam que iriam terminar num transitivo direto. Começaram a se aproximar, ela tremendo de vocabulário, e ele sentindo seu ditongo crescente: se abraçaram, numa pontuação tão minúscula, que nem um período simples passaria entre os dois. Estavam nessa ênclise quando ela confessou que ainda era vírgula ele não perdeu o ritmo e sugeriu uma ou outra soletrada em seu apóstrofo. É claro que ela se deixou levar por essas palavras, estava totalmente oxítona às vontades dele, e foram para o comum de dois gêneros. Ela totalmente voz passiva, ele voz ativa.

Entre beijos, carícias, parônimos e substantivos, ele foi avançando cada vez mais: ficaram uns minutos nessa próclise, e ele, com todo o seu predicativo do objeto, ia tomando conta. Estavam na posição de primeira e segunda pessoas do singular, ela era um perfeito agente da passiva, ele todo paroxítono, sentindo o pronome do seu grande travessão forçando aquele hífen ainda singular. Nisso a porta abriu repentinamente. Era o verbo auxiliar do edifício. Ele tinha percebido tudo, e entrou dando conjunções e adjetivos nos dois, que se encolheram gramaticalmente, cheios de preposições, locuções e exclamativas. Mas ao ver aquele corpo jovem, numa acentuação tônica, ou melhor, subtônica, o verbo auxiliar diminuiu seus advérbios e declarou o seu particípio na história.

Os dois se olharam, e viram que isso era melhor do que uma metáfora por todo o edifício. O verbo auxiliar se entusiasmou, e mostrou o seu adjunto adnominal. Que loucura, minha gente. Aquilo não era nem comparativo: era um superlativo absoluto. Foi se aproximando dos dois, com aquela coisa maiúscula, com aquele predicativo do sujeito apontado para seus objetos. Foi chegando cada vez mais perto, comparando o ditongo do substantivo ao seu tritongo, propondo claramente uma mesóclise-a-trois. Só que as condições eram estas: enquanto abusava de um ditongo nasal, penetraria ao gerúndio do substantivo, e culminaria com um complemento verbal no artigo feminino. O substantivo, vendo que poderia se transformar num artigo indefinido depois dessa, pensando em seu infinitivo, resolveu colocar um ponto final na história: agarrou o verbo auxiliar pelo seu conectivo, jogou-o pela janela e voltou ao seu trema, cada vez mais fiel à língua portuguesa, com o artigo feminino colocado em conjunção coordenativa conclusiva."

Crédito: Esta é uma redação feita por uma aluna do curso de Letras, da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco - Recife), que obteve vitória em um concurso interno promovido pelo professor titular da cadeira de Gramática Portuguesa.

5.16.2005

Manifesto antigerundista

Lembre-se da seguinte regra gramatical:

O gerúndio NUNCA vem depois de um verbo no infinitivo.

Este artigo foi feito especialmente para que você possa estar recortando (recortar), estar imprimindo (imprimir) e estar fazendo (fazer) diversas cópias, para estar deixando (deixar) discretamente sobre a mesa de alguém que não consiga estar falando (falar) sem estar espalhando (espalhar) essa praga terrível que parece estar se disseminando (disseminar-se) na comunicação moderna, o gerundismo.
Você pode também estar passando (passar) por fax, estar mandando (mandar) pelo correio ou estar enviando (enviar) pela Internet. O importante é estar garantindo (garantir) que a pessoa em questão vá estar recebendo (receba) esta mensagem, de modo que ela possa estar (esteja) lendo e, quem sabe, consiga até mesmo estar se dando conta (se dar conta) da maneira como tudo o que ela costuma estar falando (falar) deve estar soando (soar) nos ouvidos de quem precisa estar ouvindo (ouvir). Sinta-se livre para estar fazendo (fazer) tantas cópias quantas você vá estar achando (ache) necessárias, de modo a estar atingindo (atingir) o maior número de pessoas infectadas por esta epidemia de transmissão oral.
Mais do que estar repreendendo (repreender) ou estar caçoando (caçoar), o objetivo deste movimento é estar fazendo (fazer) com que esteja caindo (caia) a ficha nas pessoas que costumam estar falando (falar) desse jeito sem estar percebendo (perceber). Nós temos que estar nos unindo (nos unir) para estar mostrando (mostrar) a nossos interlocutores que, sim!, pode estar existindo (existir) uma maneira de estar aprendendo (aprender) a estar parando (parar) de estar falando (falar) desse jeito.
Até porque, caso contrário, todos nós vamos estar sendo (seremos) obrigados a estar emigrando (emigrar) para algum lugar onde não vão estar nos obrigando (nos obriguem) a estar ouvindo (ouvir) frases assim o dia inteirinho.
Sinceramente: nossa paciência tem estado (está) a ponto de estar estourando (estourar).
Um "Eu vou estar transferindo a sua ligação" que eu vá estar ouvindo (ouça) pode chegar a estar provocando (provocar) alguma reação violenta da minha parte. Eu não vou estar me responsabilizando (me responsabilizarei) pelos meus atos. As pessoas precisam estar entendendo (entender) a maneira como esse vício maldito conseguiu estar entrando (entrar) na linguagem do dia-a-dia."

5.14.2005

O Barbudão

Tati, minha nova coleguíssima de trabalho ontem a tarde no telefone com um jornalista do Valor Enconômico que solicitava uma entrevista com o presidente da nossa empresa.

"Rui, você é um babudo aí da redação? Pq quando eu fui visitar vocês, me lembro de um barbudão (o tal do Rui responde) Legal! vc é o barbudão! (Tati dá um risadinha) Barbudão."

Anos de experiência com relacionamento com a mídia faz você chamar o jornalista de Barbudão.

Em comunicação só tem gente doida...

5.07.2005

Ontem, 18h00

And she felt like




a butterfly...

5.06.2005

Cibercultura??

A internet, a comunicação digital, são capazes democratizar ideías, criar finalmente a aldeia global etc etc.

Ai vc recebe o seguinte email assinado por um desconhecido:


UMA VISÃO BEM HUMORADA DO AMOR


O amor não é algo que te faz sair do chão e te transporta para
lugares que nunca vistes.
O nome disso é avião.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que escondes dentro de ti e não mostras para
ninguém.
Isso se chama vibrador tailandês de três velocidades.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que te faz perder a respiração e a fala.
O nome disso é bronquite asmática.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que chega de repente e te transforma em refém.
Isso se chama seqüestrador.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que voa alto no céu e deixa sua marca por
onde passa.
Isso se chama pombo com caganeira.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que tu podes prender ou botar pra fora de
casa quando bem ntender.
Isso se chama cachorro.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que lançou uma luz sobre ti, te levou pra ver
estrelas e te trouxe de volta com algo dele dentro de ti.
Isso se chama alienígena.
O amor é outra coisa.

O amor não é uma coisa que desapareceu e que, se encontrado, poderia
mudar o que está diante de ti.
Isso se chama controle remoto de TV.
O amor é outra coisa."

"O amor é simplesmente... o amor."

Desconheço Autoria


e encontra este anúncio no Mercado Livre

Aposto que Pierre Levy não inclui esse tipo de conteúdo na cibercultura de sua aldeia global , digital, virtual, enfim....

5.04.2005

O tal do ócio

O tal do ócio

Você está parada na frente do pc, olhando para a caixa de entrada do Lotus Notes que não recebe nada novo desde às 11h44.

Enquanto isso está o seu emprego novo te esperando, e o RH da empresa atual ainda não liberou a sua saída! F$#@
Uma prova horrorenda de estatística te esperando às 20h00 e você ai olhado para a tal caixa de entrada porque a sua chefe atual está em uma reunião desde de às 8h00 da manhã e por isso ela não conseguiu parar para você avisá-la que tem q sair mais cedo.

F$#@!
Ócio?

5.03.2005

Papo de almoço

Estava contando para meus colegas de trabalho uma estranha mania que eu tinha quando criança.

“Nossa, você era louca!?”* – foi o que um deles comentou.

Enfim, a tal mania estranha era me fechar no famoso “quarto de babunça” do apartamento que eu morava (que depois passou a ser o quarto do meu irmão mais novo), ligar o som (provavelmente Balão Mágico ou Xou da Xuxa) e ficar girando envolta de mim mesma.

Ficava assim horas.

Mentira. Ficava assim tempo o suficiente para não saber qual direção tomar. Aí era uns encontros com a parede, porta do armário, sofá, com o balde de Lego, a casa da Barbie, até a hora em que eu pisava num boneco do Comandos em Ação e buscava o sofá desesperadamente para esperar a dor passar. “Ai! Ai! Ai!”

Era divertido, assim como mais tarde, na piscina da casa da minha avó, eu ficava um tempão debaixo d’água nadando de um lado para outro, assim, mergulhada mesmo. Cabalhotas, de pontra cabeça, fingindo que eu era um peixe e parada suspensa na água.

Caramba, hoje em dia eu não tenho um lugar para ficar girando e nem um tanque d’água para ficar mergulhada.

Para onde eu vou quando sentir de migrar para outro mundo?


*Era não, sou.

5.02.2005

Tem gente que escreve bem..

e tem GENTE que é foda de tão bem q escreve.

O Show

27 de abril de 2005 - Credicard Hall - São Paulo - Brasil
Quase meia-noite.
É normal que o público grite o nome de seu ídolo, chamando-o para o palco. Na pista do Credicard Hall só tinha o silêncio. Silêncio em termos, já que as pessoas conversavam, mas o olhos estavam fixos no palco que só tinha os roads de banda montando-o.
Tensão.
E o Placebo entra, e a massa começa a se movimentar loucamente. Brian sobe ao palco, a massa enlouquece.
Antes de quase ser fagocitada por ela, afinal eu tenho apenas 1,50m de altura, consegui ver a banda tocar os primeiros acordes de Taste in Man. Divino.

No meio da música decidi ir para o fundo da pista, e lá arranjei um metro quadrado onde eu podia dançar e pular à vontade.
Chorei feito uma criança ouvindo Withoout You I'm Nothing e quase me rasguei dançando Special K.



Dai o show seguiu, fenômenal. Cada nota, cada solo, a gaita de Protect from what I want. 20 years.
Special Needs. Todas causaram uma mistura de emoções em todos que estavam lá. Histeria.

"Na minha cabeça, o show ainda continua" - meu namorado.

Acho que não é só na dele.

Você não foi?? Só lamento.

Enfim, TOCA PLACEBO!

4.21.2005

Como Humberto Gessinger (o engenheiro do Hawaii) costuma cantar...

"O Papa é pop"

Se você parou na frente da tv ontem por volta das 1h40 da tarde e sentiu um nó garganta enquanto você espera um homem sair na janela, você teve uma experiência chamada sentimento de massa. O Papa conseguiu transmito-lo atras da TV, rádio, internet e hoje nos jornais. Todos com o mesmo nó na garganta....

Enfim, Habemus Papam!


"O Pop não poupa ninguém"

4.19.2005

Para encher os olhos....

...e te deixar com a pulga atrás da orelha.

Hero

But, WHAT THE FUCK Tarantino`s names is doing in this movie???!!

Desculpem a ignorância, mas eu não achei nenhuma matéria explicando qual é a dele ai.

4.17.2005

Ritos de passagem

Não sei se isso acontecia em todas as escola, ou se ainda acontece. Lembro de estar na 3ª série e onde eu estudava era o ano em que poderíamos começar a escrever com caneta em nossos caderno. Durante 3 semanas, se não me engano, a professora corregia todoas nossas lições e cardernos e se você não tivesse mais que x erros ortográficos, no fim daquele período nos poderiamos usas canetas para registar nossa aulas.

Eu era alucinada para usar aquelas canetas bic, do estojo que tem uma rosa, duas roxas, uma verde e uam azul turquesa; por tanto eu passei aquelas 3 semanas apavorada pensando "e se eu não conseguir?", "e se eu errar demais? Não vou poder usar as canetas coloridas!".

Tudo bem que imaginação de criança vai longe, mas com o tempo os desafio ganham um maior grau de dificuldade. E eu continuo no "e se...?"

Hold your breathe and count to ten
just fall apart and start again

4.14.2005

Na Ilustrada de Hoje

CONTARDO CALLIGARIS

Os casamentos de Charles e "Jogos Subterrâneos"
No sábado passado, Charles, príncipe de Gales, casou-se, enfim, com Camilla Parker-Bowles. Não foi a celebração de uma nova paixão, mas um jeito de ratificar um relacionamento bastante persistente e, às vezes, um pouco inglório. A cerimônia suscitou simpatias, mas não fez sonhar ninguém, contrariamente ao que aconteceu no primeiro casamento do príncipe.


Se você tem mais de 40 anos, lembra-se das bodas de Charles com Diana Spencer.
Foi em julho de 1981. Talvez você achasse desprezível o interesse popular pelos amores dos "chiques e famosos". Talvez você zapeasse a cada aparição do casal na televisão e arrancasse furiosamente as capas de jornais e revistas, mas é impossível que você tenha evitado a visão dos beijos e dos olhares apaixonados do casal.

Anos depois, em 1994, numa entrevista televisiva, Charles admitiu ter sido infiel durante o casamento. Detalhe desagradável: a própria Diana foi informada naquela ocasião, pela televisão. Também em 1994 foi publicada uma biografia autorizada de Charles, em que ele declarava nunca ter amado Diana e ter casado com ela por pressão familiar.

A princesa deu o troco. No fim de 94, o major James Hewitt, instrutor de equitação de William, o primogênito do casal, tornou pública sua relação com a princesa, uma história que já durava cinco anos e que incluía aspectos pouco simpáticos, como algumas noites passadas com Diana no Palácio de Kensington, enquanto Charles estava viajando.
No entanto, apesar da declaração de Charles em 1994, basta contemplar as fotografias do casamento e dos primeiros tempos de Charles e Diana (é fácil encontrá-las na internet) para pensar que eles estavam sinceramente apaixonados.

Admito que talvez não estivessem apaixonados um pelo outro, mas ambos pela imagem ideal de seu encontro, de seu amor e de seu casamento. Acontece com muitos casais e não é necessário, para isso, que o encontro se dê numa festa na residência real de Sandringham ou que o casamento seja transmitido ao vivo para 1 bilhão de espectadores pelo mundo afora. De qualquer encontro amoroso, por modesto que seja, todos esperam que componha o cartão-postal de uma paixão perfeita.
A fotografia mais famosa do casamento de Diana e Charles é o beijo na sacada do palácio de Buckingham. Quando os recém-casados apareceram, a multidão de espectadores entoou: "Kiss-her, kiss-her", "Bei-ja, bei-ja". Beijaram-se.

Aparentemente, há um cálculo racional que transforma o encontro e a paixão inicial em figuras ideais do amor romântico. A idéia é a seguinte: se a escolha do parceiro for correta, se o encontro for mágico e encantado, o futuro do casal só poderá ser radioso.
Romances e filmes de amor, em sua esmagadora maioria, narram as peripécias dos amantes até que consigam se juntar. Depois disso, parece óbvio que eles vivam "felizes para sempre". Infeliz e freqüentemente, nos consultórios de psicoterapeutas e psicanalistas, a história dos casais depois do cartão-postal inicial é contada em versões bem menos sorridentes.
Agora, encontrar alguém que a gente esteja a fim de amar não é pouca coisa. Em geral, os verdadeiros encontros amorosos de uma vida se contam nos dedos de uma mão só.
Em suma, há uma expectativa de que encontros perfeitos e raros garantam amores felizes para a vida toda. Com isso, os momentos inicias do amor parecem ser os únicos que importam, os únicos que valem a pena contar.

"Jogos Subterrâneos", o bonito filme de Roberto Gervitz, que está em cartaz nestes dias, não é uma exceção. Inspirado num conto de Cortázar, narra a estratégia e as tentativas do protagonista, Martín, para encontrar a mulher da sua vida. Ele estabelece ao acaso um trajeto pelo metrô paulistano. Logo ele espera que, entre os passageiros, uma mulher capture seu olhar e a segue: se ela respeitar exatamente o percurso que ele prefixou, será a mulher de sua vida. A artimanha pode ser entendida de duas maneiras: todo encontro é um capricho do destino e é bom apaixonar-se por alguém que esteja fazendo um percurso parecido com o nosso.

No entanto Martín não pára de esbarrar em exceções à sua regra: ele só se relaciona com mulheres que seguem trajetos diferentes dos que ele fixou, mulheres que ele acaba conhecendo por acidente. Mesmo assim, ele consegue (a duras penas) o que ele queria: um encontro que, em matéria de cartão-postal, não deve nada ao casamento de Charles e Diana.
Mas esse "final feliz" é apenas o começo de uma história e é fácil prever que "nossos heróis" não vão viver felizes para sempre.

Aliás, na saída do filme, fiquei me perguntando: entre as mulheres que o protagonista encontra no metrô com qual ele dividiria a vida inteira (ou, ao menos, uma década prazerosa), se ele soubesse e pudesse escolher? Em outras palavras, Martín, no filme, encontra sua princesa Diana, mas quem seria sua melhor Camilla?

4.13.2005

"Every time i think of you
I get a shot right through into a bolt of blue
It's no problem of mine but it's a problem i find
Living a life that i can't leave behind"

Triangle Love Bizarre = Flexibilidade

Dependendo o humor você a canta com o ritmo marcado do New Order ou com o toque apaixonado da Jewel.

Questão de embalagem.

Outro dia no Top Top MTV, a Marina Person e o Leo Madeira fizeram o ranking dos 10 mais depressivos da música. Lógico que eles citaram o The Cure, "que apesar do seu tom jubilante (adorei isso!) é só prestar atenção para te deixar muito muito triste". nada contra, adoro The Cure, mas realmente eles recolocaram o "splean" na moda de novo.

"Boys don't cry..."

4.07.2005

Quiroga

Orkut @ Home

"Hoje o seu destino mudou completamente"

Pq eu não me surpreendi?

(5 min depois cai a fixa que o orkut está traduzido para português.)

"são coisas da vida
e a gente se olha e
não sabe se vai
ou se fica" - Rita Lee

3.30.2005

Security

Nessa semana, fiquei sabendo de algumas coisas que me fizeram pensar numa diferença interessante entre homens e mulher. Não q essa diferença mostre que um seja melhor que o outro, longe de mim fazer esse tipo de comparação. É apenas uma diferença: o que é um relacionamento seguro para cada sexo.
Situação 1

Um grande amigo meu, lá nos tempos de colegial, começo a namorar uma menina da nossa sala que era assim, toda menininha, aparentava ser frágil, ia prestar letras, uma amor de pessoas.
Passou-se uns 2 anos ou mais e no fim desse ano aconteceu coisas com a família dela, coisas daquelas de família que não se pode prever. Enfim, ela teve q se mudar para Bauru. Tranferiu a faculdade, teve que começar a trabalhar. 8h por dia, chegar em casa e arrumar suas coisas, ter que estudar. Meu amigo, que realmente gostava dessa menina que era assim tão caseira, eles mesmos se chamavam de "o casal caseiro", se assustou com essa nova moça que morava longe, estudava, trabalhava, se preocupava com dinheiro e não tinha certeza se conseguiria vir para São Paulo ver o namorado.
Ele, a pouco no msn conta que eles acabaram "estamos pensando muito diferente agora"

Situação 2

Minha amiga, que nunca foi lá de admitir que está apaixonada por alguém, uma vez foi a um bar rock comigo e lá, sem querer encontrei um amigo de uma outra amiga minha que foi no show do Deep Purple comigo e mais um monte de gente. Naquele dia, no bar, começou uma namoro, meio que contra a vontade da minha amiga, mas começou. Aos trancos e os barrancos eles foram o par de namorados mais apaixonados que eu conheço (mesmo que minha amiga ainda não admita). Outro dia, minha amiga, tbm por msn, anuncia a suspensão do namoro "ele falou que com eu ja faço faculdade e trabalho em uma empresa boa ele vai virar dono-de-casa, pois ão vê necessidade de continuar estudando e nem de procurar um emprego melhor já que eu já penso em tudo isso."

Divergência: Meu amigo se assuntou com a nova namorada por ela não estava mais ali, em "ambiente doméstico". Minha amiga se assustou porque o namorado não demostrou o mínimo de ambição de ser pelo menos auto-sustentável.

Segurança tem realmente significados diferentes para homens e mulheres?

3.23.2005

Ok, para tudo agora

Em Minnesota ocorreu mais um massacre dentro de uma escola. Segundo os jornais, mais um menino com 15 a 17 anos, que andava sempre vestido de preto, matou os avós, entrou em sua escola armado e saiu atirando em todos q via pela frente. Matou-se logo em seguida.

Por que?

Na reportagem, já encontramos um histórico "familiar" e a descrição "ele se vestia sempre de preto".

Nada de um porquê. Só um breve perfil do famoso "tipinho estranho". (acabei de ler q o tal era admirador de Hitler, machete)

Por que?

Esta ai um material para "Tiros em Red Lake"

3.21.2005

Clock

Quero comentar tanta coisa...
O show do Kravitz
Tratamento com Florais e Reiki
Preço do show do Placebo

Para o mundo!

3.11.2005

Eu quero muito entender

Elis Regina
Signo: Peixes

Tom Jobim
Signo: Aquário

Sylvia Ferrari
Signo: Libra


Mistério..

3.10.2005

Dia internacional dos ETs

Como a correria foi tanta que eu não consegui me manifestar.

O último dia 8.

Na Folha de SP saiu um mega especial sobre a saúde da mulher. Pensei “Legal!”.

O Índice

- Elas ficam mais doentes
- Elas se estressam mais
- Elas tem os pés frio
- Elas ganham mais hematomas
- Elas tem varizes
- Elas tem estudam mais, mas ainda ganham menos

Poxa, me senti um ET.

Sim, é verdade que tenhos tudo isso (e mais um pouco). Talvez até sejamos Ets.

Mas não precisa listar só isso.

Enfim, feliz dia internacional dos Ets.

Ops!

Das Mulheres!

3.08.2005

KRAVITZ!!!!

na faixa!!!

3.07.2005

Não tive chance

de atualizar.

A janela ficou o dia inteiro aberta e eu não consegui escrever um "A" aqui.

3.03.2005

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH

PLACEBO

SP - 27 de abril!!!

2.28.2005

OSCAR 2005

Biografias estão em moda.
Banderas e Santana foi tudo.
A tradução da TNT foi um lixo.
O Billy Cristal não é o cara mais engraçado do mundo, mas o Cris Rock também não é.
Scorsese não é Peter Jackson. Try again.
O Vestido da Giseli B. era horrivel.
O que foi aquele cacho de marimbondos que a Pelénope Cruz usava na cabeça.
Beyoncé cantando em francês???
Onde estavam os homens bonitos??
Galadriel. Ops! Elisabeth. Ops! Enfim...mereceu. Hepburn.Ops! Blanchett.


Eu tô velha...peguei no sono no meio da transmissão.

2.27.2005

Comin' Home

Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia
Boa Noite 7272 Mercado da Lapa Via Consolação Pompéia

2.25.2005

E o dia virou noite...

Uma profecia que virou rotina para quem vive em São Paulo.

Haja água.

2.21.2005

Domingo eu quero ver o domingo passar...

Nas últimas horas:

- Quase que eu comprei um Invisible Bra
- Pensei em chamar o FAB5 (Queer Eye for the straight Guy) para reformar o meu pai (ou meu namorado)
- Quase quis uma Extreme Makeover

Todas essas idéias fabulosas duraram exatamente 30 segundos cada.

Desliguei a Tv e fui ler um livro.