1.17.2008

Apresento-lhes


Minha 1ª amiga.

Thaísa.

Nos conhecemos com mais ou menos 3 anos de idade, quase no final dos anos 80, final da ditadura, no alvorecer da democracia (uau, que romântico)

Minha mãe estava grávida do meu irmão.


Essa deve ser nosso primeira foto juntas desde os 10 anos de idade.

Em casa eu vou até procurar nossas fotos de crianças, com roupas infantis de gosto duvidoso.


Fatos marcantes da minha vida que aconteceram por causa dessa amizade


1 - Conheci a MTV por causa do irmão mais velho dela, que assisti clips compulsivamente. Lembro claramente de Crash, Boom, Bang do Roxette passando na teve da casa dela

2 - Assisti O Jardim Secreto pelo menos umas 3 vezes com ela, e hoje eu odeio esse filme

3 - Uma vez ela viajou não lembro para onde e me trouxe uma bloquinho de papel de carta da Pequena Sereia. Eu pirei. Aquele bloquinho virou o máximo da minha coleção. Inclusive achei o bendito esse dia na arrumação do meu armário, o único sobrevivente de 3 pastas recheadas de folhas, folhas e mais folhas.

4 - A Irmã mais velha dela é o exemplo de organização que até hoje eu persigo (sim, eu tento me organizar, juro que tento)

5 - Depois de muito tempo (e de muita terapia) eu descobri que no mundo existem milhares de pessoas sensíveis e delicadas como a Thaísa e eu aprendi (para o bem de todos) a lidar com tal delicadeza. (às vezes eu sou meio bruta)

2 comments:

Tha! said...

Ai, que lindo!!!
adorei o post, mas isso comprova mtas coisas, principalmente que estamos ficando bem velhinhas..
vc esqueceu de dizer da epoca que vc falava "to pegando fogo" e tinha um genio bem dificil...
das brigas que vc tinha com a sua mae de bater portas e portas e vc me puxava junto....
das brigas q tinhamos com seu irmao, das brigas com o meu irmao..
tanta coisa que passamos juntas...nostalogia!!!
É, precisamos marcar mais encontros como esse, mesmo que por alguns primeiros instantes parecemos ate desconhecidas pelo fato do distanciamento, isso depois passa...e bla bla bla como se nos vissemos direto uma a outra, como na velha guarda..que saudades!
Morro de saudades!

Sy said...

hahahah...ok thaisa, não precisa revelar aqui no blog que eu era uma criança completamente desajustada.
vou ficar com fama de briguenta. e olha que as pessoas diziam que eu era um anjo (pergunta para seus pais, hehhee)

poxa, como morro de saudades das tarde que a gente transformava a sala da sua casa na maior casa da barbie do mundo e usava seu jaboti como carro da barbie...