12.27.2008

Chris Cornell made by Timbaland

Tá lá no Hit na rede, Chris Cornell vai lançar novo álbum, produzido pelo Timbaland - atual dono dos sucessos de Justin Timberlake e Madonna - e já tem um single dessa pareceira rolando por aí, o Scream. O que que aconteceu?

Morreu um roqueiro e nasceu um cantor pop de voz rasgada. Thank you so much, Mr. Timbaland! ¬¬

Vale registrar aqui o porquê da minha ligeira revolta.

Década de 90 - Chris "dorme-sujo"Cornell , vocalista da banda grunge Soungarden





 2000 - Chris "roqueiro-gostoso" Cornell, vocalista so AudioSlave






 Fim da 1ª década do século XXI - Chris "pagando de Justin" Cornell, para seu 3º álbum solo Scream, produzido pelo Timbaland





Notei que o Timbaland criar alguns traços em comuns nas músicas que produz que, na hora em que escutei Scream, me fez pensar "virou cria", como, por exemplo, o uso de backing vocals para segurar um refrão, vide What comes around do Justin, Apologize do One Republic. Por que? Se ele não usar, a gente não escuta a voz do cantor, que se perde no meio da batida forte da música - é o caso de 4 minutes da Madonna.

Ah, alguém avisa o Chris que ele combina com guitarra, baixo e bateria, por favor! Olha que graça ele cantando Billie Jean do Michael Jackson acústico.




4 comments:

Cler Oliveira said...

Confesso que me deu medo pensar que, no próximo álbum eu poderia ver o Cornell vestido de Mulher-Gato dançando ao lado de Madonna, por exemplo.

Achei a análise muito boa. Sensata. Acompanho o Chris Cornell desde quando vendiam vinil do Soundgarden por aqui (inclusive, tenho o mais que fantástico, Superunknown).

Dá medo, mas por outro lado ele está experimentando outros lances. Se deu esse direito. Tanto na versão de Billy Jean (que li algo no blog dele que abriu uma polêmica no programa ídols ou coisa parecida) quanto Scream.

Logo ele acorda e volta pro movimento. :p Quero saber o que vai sair dai. Curiosa mesmo!

Parabéns pelo blog.

Sy said...

com a frase " medo de ver o Cornell vestido de Mulher-Gato dançando" você, Cler, resumiu o que eu sinto em relação a essa parceira com o Timbaland.

Ana R. Barbosa said...

Meu, sério isso? Aff... Que pena!
Em todo caso, parabéns pelo blog!
=)

Fernanda Alves said...

Há já algum tempo que me desliguei da música do Chris Cornell... acho que desde o final da primeira grande vida do Soundgarden, e mesmo aí penso que foi uma coisa apenas passageira. Mas gostei do que você escreveu “morreu um roqueiro e nasceu um cantor pop de voz rasgada”. E se o culpado disso é mesmo Timbaland, melhor ainda. É que o produtor será certamente lembrado, daqui a muitos anos, quando se refletir sobre os fenômenos pop da atualidade. Timbaland junta sempre qualquer coisa nova à música dos artistas com quem trabalha. Leia essa matéria que fala dos maiores produtores atuais, incluindo Timbaland naturalmente:
http://cotonete.clix.pt/quiosque/especiais/produtores/index.asp