10.02.2008



Tá ai mais uma blogagem coletiva que eu vi lá na Kakah e na Mellancia e é super válida para apoiar. O Outubro Rosa, um movimento para a mulherada e os homens que as amam ficarem espertos com o câncer de mama, que ainda faz inúmeras vítimas por falta de informações. OU PIOR, informação pela metade, como achar que só o auto-exame o suficiente para detectar um tumor no começo.

Ano passado tive um caso na minha família de câncer de mama. Minha tia descobriu um tumor no comecinho, aos seus 55 anos, em uma mamografia de rotina. Depois isso eu nunca mais cabulei o ginecologista. E se você tem caso na família da doença, não deixe de falar com seu médico, porque a periodicidade dos exames pode variar de acordo com seu histórico. Hoje minha tia está bem, fez a cirurgia, passou pela radioterapia e já teve a notícia que o tumor sumiu.

Mas também não é porque a mamografia é o exame mais eficiente para identificar um tumor, que você mais deixar de fazer um auto-exame. A Denise fez um post legal sobre o assunto.

O que eu achei legal nessa campanha é o apelo que ela tem para a família, para namorado, marido, filhos. Poxa, rapazes, se vocês tem tanta intimidade com alguém, não custa nada também levar informações que só vão contribuir para a saúde de quem você gosta.

Um exemplo interessante de um alerta para a doença rolou na 3ª temporada da série The L Word, onde, durante um amasso básico, a namorada da personagem Dana Fairbanks, nota um nódulo no seio da parceira. A partir daí a Dana descobre que já está com um câncer mais avançado. Por fim a personagem morre no fim da temporada e desde então, nas temporadas seguintes o assunto é sempre retomado na trama.

1 comments:

denise rangel said...

Mudanças no visual são legais, né? Mas ssenti saudades da imagem do criado-mudo anterior, hehe.
Menina, há tanta gente que acha besteira se tocar e que se tiver que ter cãncer vai ter mesmo e tal. Será que não percebem que há chances de cura se for detectado há tempo? Informação é tudo, né?
beijo, menina